Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Bolsa de Valores: entenda o funcionamento do sistema Sisbex

A- A+

Para quem investe em ações, há diversas ferramentas que ajudam a agilizar as negociações na Bolsa de Valores. Uma delas é o Sisbex, um sistema gerenciado pela BM&FBovespa.

Entre os serviços realizados por meio dele, está a negociação eletrônica, o registro de operações realizadas com títulos públicos de renda fixa, os contratos de câmbio, os títulos privados, os contratos de energia e também os derivados.

Sisbex

Sistema na Bolsa de Valores oferece série de opções para negociação eletrônica. Foto: iStock, Getty Images

Quando usar o Sisbex

Particularidades do Sisbex

O Sisbex é composto por três módulos (servidor de comunicação, administração e negociação) e pode ser acessado por meio de soluções de conectividade, como conexão dedicada (RCB) e VPNs – Virtual Private Network, Lan-to-Lan ou Lan-to-Client.

O sistema também oferece ferramentas diferenciadas para o gerenciamento e o controle de riscos das mesas de operações. Dessa forma, o usuário pode verificar o trabalho das instituições participantes e também dar maior suporte às operações de liquidação.

Ele é voltado a investidores que têm acesso ao ambiente de negociação. Isso pode variar de acordo com o seu perfil de relacionamento, a partir dos regulamentos e normas da BM&FBovespa na câmara de ativos – um de seus segmentos.

Condições para a contratação do Sisbex

Antes de mais nada, para contratar o Sisbex, é indispensável estar admitido na BM&FBovespa e já ter uma conectividade ativa com a infraestrutura da Bolsa de Valores. Essas são condições básicas apontadas no Manual de Acesso à Infraestrutura Tecnológica da BM&FBovespa, disponível para download.

Também é necessário ter concluído a certificação específica para essa finalidade, que só pode ser realizada junto à própria BM&FBovespa.

Antes de contratar, o usuário deve ter ciência de que as estações de acesso ao sistema só podem ser instaladas e operadas a partir das dependências do participante. Em outras palavras, estas não podem ser instaladas no ambiente dos clientes.

Na prática, o módulo servidor de comunicações é que estabelece a conexão da instituição participante com a Bolsa de Valores. Todos os demais módulos interagem com ele, que, por sua vez, interage com os computadores centrais.

É por isso que esse módulo deve ser instalado apenas em um dos computadores da instituição participante – de preferência, naquele que estiver fisicamente conectado com a Bolsa.

Mesmo que o programa possa, excepcionalmente, ser executado em outro computador – em caso de falha nesse primeiro – o acesso só será permitido a uma única cópia quando for efetuada a instalação do módulo no participante.

Na operação, o servidor de comunicações é o primeiro programa que deve ser acionado e o último a ser desativado, pois sem ele não se pode enviar ou receber informações de e para os computadores centrais da Bolsa.

Você vai se interessar por:

 

Tirou suas dúvidas sobre o Sisbex? Compartilhe o artigo!

O controle financeiro pessoal e o futebol
Taxa para investir em ações
Ela aposta na longevidade saudável
Conversando sobre direitos do consumidor do plano de saúde
Pacientes com mais de 60 anos têm direito a acompanhante em caso de internação. Foto: iStock, Getty Images
Passo a passo para planejar financeiramente a gravidez