Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Boletim Focus reúne informações essenciais da nossa economia

A- A+

Elaborado pelo Banco Central e emitido todas as segundas-feiras pela manhã, o boletim Focus funciona como um mapa de expectativas do mercado, pois reúne diversos índices e projeções sobre a economia do Brasil: do volume de investimentos estrangeiros à inflação. Entenda, neste artigo, como o documento é elaborado, e descubra sua importância para o país.

Boletim Focus traz informações sobre economia

Boletim Focus auxilia investidores e agentes do mercado na tomada de decisões. Foto: iStock, Getty Images

Boletim Focus é referência para investidores

Disponível no site do BC, o boletim Focus tem como base as avaliações de mais de cem instituições financeiras a respeito da situação econômica. São estimativas para o ano corrente e o seguinte, colhidas na semana anterior à divulgação.

As informações contidas no documento são utilizadas por investidores e agentes de mercado, além do próprio Banco Central. Analisando os dados do boletim, um investidor competente consegue entender para onde caminha a economia do país – se há otimismo ou pessimismo em relação ao futuro. É um embasamento para decidir se é hora de investir, por exemplo.

Mas a concepção do boletim vai além, pois ele faz parte de um contexto mais amplo, relacionado ao regime monetário de metas de inflação.

A importância do boletim Focus para a economia

Todos os anos, o Conselho Monetário Nacional (CMN), ligado ao Ministério da Fazenda e composto pelos ministros da Fazenda e do Planejamento, além do presidente do Banco Central, define uma meta para a inflação anual.

Para 2017, a meta é de 4,5%. A inflação, como você sabe, é o aumento generalizado no nível de preços, e tem como causas principais a emissão excessiva da moeda e o desequilíbrio entre oferta e demanda.

A lógica é simples: quanto mais pessoas desejarem consumir e menos produtos/serviços estiverem à disposição, mais caro eles irão custar. Você percebe isso quando vai ao mercado comprar carne, quando paga alguém para lavar o seu carro e quando decide adquirir uma nova televisão.

Como um dos principais instrumentos para tentar controlar a inflação e mantê-la dentro da meta estipulada, o Banco Central controla a taxa básica de juros da economia: a Selic. A cada 45 dias, o Comitê de Política Monetária (Copom) se reúne para definir se haverá aumento ou redução na taxa.

A Selic é utilizada pelas instituições financeiras como uma referência para empréstimos e financiamentos. Assim, quando a taxa está alta, a tendência é de desaceleração no consumo, pois os juros elevados não incentivam os consumidores a gastar ou contrair crédito. Manipulando a taxa Selic, o Banco Central tenta equilibrar a demanda à oferta, reduzindo a inflação.

Mas qual o papel do boletim Focus nessa história? Como o relatório é fruto da Pesquisa de Expectativas de Mercado e reúne um mapa de projeções para a economia do país, o Banco Central o utiliza como referência para as decisões de conjuntura macroeconômica.

Você vai se interessar por:

O que o boletim Focus informa

O boletim Focus reúne uma série de projeções e indicadores para o ano corrente e o seguinte. Entre os principais, é possível destacar:

  • Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA): inflação oficial do país
  • PIB: soma das riquezas produzidas pelo país
  • Taxa de câmbio: cotação do dólar em reais
  • Taxa Selic: taxa básica de juros
  • Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M)
  • Produção Industrial    
  • IPC-Fipe
  • IGP-DI
  • Conta Corrente
  • Balança Comercial
  • Investimento direto no país
  • Dívida Líquida do Setor Público.

 

E aí, gostou de aprender um pouco mais sobre o boletim Focus? Compartilhe!

O controle financeiro pessoal e o futebol
viagens econômicas pela Europa
como lidar com a avareza
economizar no seguro da casa
índices de inflação no Brasil
celular de 15 reais