Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Boletim de ocorrência online no RS agiliza serviço nas delegacias

A- A+

Moradores do Rio Grande do Sul, a exemplo de outros estados, também podem contar com as facilidades de uma delegacia no ambiente digital. Em uma série de situações, é possível registrar boletim de ocorrência online no RS – muitas delas, engrossam as estatísticas de criminalidade no Estado.

Apenas no primeiro semestre de 2015, a Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul contabilizou 159.521 delitos no estado. Desse total, quase 51% corresponde a registros de furto.

Com o volume de casos relacionadas a crimes mais leves, não é difícil encontrar delegacias cheias. Para evitar as filas e tornar o serviço prestado pela polícia mais eficiente, uma alternativa é recorrer ao boletim de ocorrência online no RS.

Assim como acontece em outros estados do país, é possível registrar fatos, contravenções penais e crimes considerados de menor potencial ofensivo. Tudo sem sair de casa, através da internet. Basta ter um endereço de e-mail válido para informar na hora de iniciar o boletim.

Boletim de ocorrência online no RS.

Com a Delegacia Online, gaúchos podem registrar ocorrências de menor gravidade. Foto: iStock, Getty Images

Registro de boletim de ocorrência online no RS

Ao todo, são seis situações que podem ser notificadas a partir da Delegacia de Polícia de Online do RS. Confira:

Perda ou localização de documentos e objetos

Casos em que ocorre o extravio, sumiço ou desaparecimento de objetos, celulares ou documentos. Para o registro de localização, é preciso ter o número do protocolo ou da ocorrência de perda ou furto.

Acidentes de trânsito com danos materiais

Colisões que não envolvam vítimas, fuga do local do acidente ou sinais de embriaguez ao volante.

Perturbação

Quando alguém tem a sua tranquilidade perturbada ou se duas ou mais pessoas se sentirem incomodadas por gritaria, exercício de profissão ruidosa (e em desacordo com os parâmetros legais), abuso no volume de instrumentos sonoros ou barulho produzido por animais.

Furto simples

Ocorre quando algo é subtraído sem que a vítima perceba. Ou seja, ela só toma consciência do fato depois e não existe a presença de violência ou ameaça. Para roubo (assalto com ameaça de agressão) ou furto qualificado (após arrombamento), é preciso procurar uma delegacia presencialmente

Ofensas (calúnia, injúria e difamação)

Quando a vítima é acusada de um crime que não cometeu, se um fato ofensivo à reputação foi atribuído ou ainda caso qualidades negativas tenham sido adotadas. Se, além de ofensa, ocorreu uma ameaça, é necessário se dirigir à delegacia mais próxima para prosseguir com o registro.

Maus tratos contra animais

Situações nas quais é causado sofrimento propositalmente. Por exemplo, expor o animal a ambiente inadequado, dor ou fome.

Você vai se interessar por:

Saiba como agir ao encontrar CPF e outros documentos perdidos

Saiba como registrar boletim de ocorrência para acionar seguro

O que fazer em caso de roubo de identidade

Como fazer o registro

Para fazer o registro de boletim de ocorrência online no RS, o primeiro passo é identificar a situação que vai ser registrada. Clicando nela, é possível encontrar uma breve descrição e um termo de consentimento, que permite prosseguir com o boletim. Na próxima tela, você recebe um número de protocolo.

Além de permitir a retomada da ocorrência caso ocorra perda de conexão com o portal da Delegacia de Polícia Online, ele serve para consultar, alterar ou editar o registro. Com o número em mãos, basta seguir o preenchimento dos detalhes solicitados e aguardar que o documento seja aprovado.

Mas é preciso atenção, porque uma simples falha na hora de digitar os seus dados pode fazer com que a solicitação seja indeferida. O mesmo acontece com com fatos ou crimes que não se enquadram nas opções oferecidas pela internet.

 

Aprendeu a fazer um boletim de ocorrência online no RS? Deixe seu comentário

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças