Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Bitcoin miner: entenda o garimpo pela moeda virtual

A- A+

Se você acompanha o Vivo Seu Dinheiro, já sabe o que são bitcoins, como ganhar a moeda virtual, realizar sua conversão para o real e até mesmo onde encontrar lojas que a aceitam como pagamento. Mas há outras formas de ampliar seu contato com o dinheiro do futuro. Já ouviu falar do uso de softwares conhecidos como bitcoin miner?

Computador com bitcoin miner

Valorização do bitcoin intensifica corrida pela moeda e dificulta mais a mineração. Foto: iStock, Getty Images

Bitcoin miner, uma mineração da moeda

Como o nome em inglês já indica, bitcoin miner é um processo de mineração da moeda no ambiente digital, executado por programas de computador específicos.

Softwares como o CGMiner, EasyMiner e GUIMiner são alguns exemplos de mineradores de bitcoin. O trabalho deles é bastante complexo, quebrando em etapas as intrincadas e criptografadas transações feitas com o bitcoin e extraindo pequenas “migalhas” no processo.

Esses fragmentos, que são realmente bem pequenos e levam muito tempo para formar valores significativos, são retirados do que é chamado de blockchain, uma espécie de banco de dados público que registra as transações realizadas com o bitcoin em todo o mundo.

O nome de mineração de bitcoin faz alusão ao fato que é um trabalho em que se recolhe pedacinhos de algo valioso, mas que pode levar um bom tempo até constituir uma quantia boa.

Falando assim, até parece simples, mas o processo pode ser ainda mais complicado. Os hashs (ou blocos), sequências criptografadas que guardam em si valores em bitcoins, possuem um número limitado de blocos para extração. Isso exige uma alta capacidade de processamento em hardware para rodar os softwares de bitcoin miner e obter os melhores resultados.

Vale destacar também que as moedas contidas nesses blocos estão mais raras a cada vez que são liberadas, e deixarão de existir assim que o total de moedas no mercado atingir a marca de 21 milhões de bitcoins. Neste momento, o sistema que controla as transações de suspenderá a emissão de novas moedas.

Não é apenas um software

Nos softwares de bitcoin miner, a capacidade de processamento está ligada principalmente às placas de vídeo, o que exige um investimento alto do usuário.

Atualmente, existem marcas como a Bitmain, que são focadas exclusivamente em hardware para mineração de bitcoin e que vendem seus produtos por mais de US$ 1 mil (aproximadamente R$ 3,6 mil).

Essas máquinas conseguem processar até 5 trilhões de cálculos por segundo. Entretanto, vale lembrar: um alto investimento nem sempre resulta em um alto lucro com o bitcoin.

Em um PC de desempenho mediano, os resultados de mineração geralmente não são os melhores, já que a dificuldade para decodificar as sequências criptografadas é cada vez maior. Uma placa de vídeo como a Nvidia GTX 560 pode fazer aproximadamente 85 milhões de cálculos por segundo, ou seja, levar um bom tempo para minerar valores consideráveis em bitcoin.

Para quem não tem máquinas possantes ou sistemas avançados de mineração de bitcoin, uma alternativa é entrar em pools de mineração. É essa a estratégia de pessoas que usam suas máquinas em conjunto para ter uma maior capacidade de processamento e, depois, dividem os lucros de forma colaborativa.

Hoje em dia, também é possível usar serviços em nuvem, como Amazon e Windows Azure, comprando máquinas virtuais para fazer a mineração.

Você vai se interessar por:

 

E você, vai apostar na corrida pela moeda virtual com o bitcoin miner? Comente!

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito