Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Bateria automotiva: veja dicas para comprar e aumentar sua vida útil

A- A+

Você gira a chave para dar partida no carro e ele não pega. Tenta ligar o som e também não responde. Nem mesmo o alarme dá sinais de funcionamento. Qual foi a última vez que você realizou a manutenção da sua bateria automotiva?

Esse é um item essencial para o funcionamento do veículo. Oferece energia elétrica para o carro, alimentando o motor de partida, as luzes, painel, o sistema de ignição do motor e ao restante dos equipamentos elétricos e eletrônicos de um veículo.

O proprietário do veículo deve tomar alguns cuidados regulares com o produto.

Cuidados de manutenção são essenciais para a maior vida útil da bateria. Foto: iStock, Getty Images

Constituída de placas de chumbo (positivas e negativas) e solução de ácido sulfúrico (eletrólito) alojados dentro de uma caixa de material polimérico, a bateria automotiva tem durabilidade variável. A sua vida útil é medida pelo tempo de uso, durando uma média de 2 a 3 anos, se o dono do veículo tomar os devidos cuidados.

Entre alguns descuidos que diminuem o tempo de vida útil da bateria automotiva, estão deixar luzes ou acessórios ligados quanto o motor estiver desligado, dar a partida no veículo com o farol ligado e instalar rastreadores, trava-elétrica e alto-falantes e som com maior potência no veículo.

Cuidados com a bateria automotiva

Para aumentar a durabilidade da bateria automotiva, o proprietário do veículo deve tomar alguns cuidados regulares com o produto.

Segundo a Associação Brasileira de Baterias Automotivas e Industriais (Abrabat), é preciso que o nível da água do item seja checado toda semana com o carro frio (exceção das baterias seladas, que não precisam de água).

Para completar o nível, utilize somente água destilada. Complete de forma que as placas de chumbo fiquem totalmente cobertas, mas sem transbordar.

Outro cuidado importante é, ao instalar equipamentos que necessitem de muita energia, redimensionar o sistema elétrico do produto de maneira que ele suporte o aumento de carga.

Também é recomendação da Abrabat que a bateria e o sistema elétrico do veículo passem por revisão a cada três meses.

Você vai se interessar por:

Saiba como regularizar a mudança de cor do seu veículo

Novas marcas de carros surgem no mercado. Vale apostar nelas?

Veja opções de som automotivo e escolha o seu

O que verificar na compra da bateria automotiva

De acordo com o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), na hora de trocar a bateria automotiva, o consumidor precisa estar atento a alguns fatores que vão garantir a sua qualidade.

“A primeira coisa que o dono de veículo deve fazer é verificar se o produto possui o Selo de Avaliação de Conformidade do Inmetro”, aponta o diretor de Avaliação de Conformidade do órgão, Alfredo Lobo. “Ele é obrigatório para qualquer tipo de bateria automotiva”, acrescenta.

Para verificar se a bateria automotiva é certificada, o consumidor deve acessar o site do Inmetro com o número de registro, localizado no selo do órgão, e o modelo do produto. Se o número do registro for válido, as informações do fabricantes aparecem detalhadas.

“O consumidor deve avaliar também o peso do produto. Ele deve ser o mesmo descrito no rótulo”, alerta. É admitida uma variação de até 5% para mais ou menos.

Lobo explica ainda que a compra da bateria automotiva deve ser feita apenas no mercado formal, com exigência da nota fiscal e do certificado de garantia. “É primordial, para evitar produtos falsificados ou de procedência duvidosa”, conclui.

 

Gostou das dicas de bateria automotiva? Deixe seu comentário.

Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
micro-ondas ou forno elétrico
geladeira com freezer ou congelador
vale a pena comprar produtos da apple