Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Avaliação atuarial foca na proteção do seu plano de previdência

A- A+

Se você investe em um plano de previdência, talvez nem faça ideia do rol de serviços que estão por trás dele. A avaliação atuarial, indispensável para a gestão de risco, faz parte do conjunto de estudos essenciais à sobrevivência do investimento.

O que é avaliação atuarial?

A avaliação atuarial é, de uma maneira geral, uma projeção ampla de riscos, com base em dados estatísticos nacionais e internacionais. Essa pesquisa é o alicerce das empresas que patrocinam os investimentos, como fundos de pensão, das seguradoras e dos planos de saúde.

Uma vez ao ano, esse trabalho aponta, entre outros dados, a expectativa de vida da população, a faixa etária onde há maior probabilidade de acidentes e as doenças com maior incidência. É esse conjunto de dados que irá definir o reajuste dos seguros, do plano de saúde ou mesmo quanto o usuário precisa pagar em previdência privada para que possa receber seu complemento como deseja.

Pessoas fazendo uma avaliação atuarial.

Necessidades de reajustes e avaliação de patrimônio estão entre os serviços. Foto: iStock, Getty Images

Conforme o atuário Fabrízio Krapf, da assessoria Mirador Atuarial, no caso específico dos fundos de pensão, o estudo visa apurar as provisões matemáticas do plano, estabelecer um plano de custeio adequado para financiar os benefícios previdenciários, como aposentadorias, pensões e pecúlios, e analisar a solvência e liquidez do plano de previdência.

Essa é a forma de avaliar a capacidade do plano em honrar os compromissos previdenciários. O atuário é o profissional responsável por esse trabalho, especializado na mensuração e gestão de riscos. Para poder realizar essa tarefa, ele deve ser membro do Instituto Brasileiro de Atuária (IBA).

Como a avaliação atuarial é realizada

Para responder aos questionamentos necessários, o atuário realiza diversas projeções financeiras baseadas em hipóteses biométricas, demográficas, econômicas e financeiras. “É preciso analisar os possíveis cenários econômicos, a expectativa de vida dos participantes, patrimônio que o plano deve ter para honrar os compromissos previdenciários, necessidade de caixa (liquidez) em cada ano, dentre outros aspectos”, explica Krapf.

Se você investe em fundos de pensão, saiba que eles têm uma função social e econômica muito importante. “Eles são os maiores investidores institucionais do Brasil, tendo um papel chave para o crescimento econômico do país”, analisa o atuário.

A avaliação atuarial provê as informações necessárias para que a área de investimento do fundo de pensão defina as estratégias para cada plano, considerando o fluxo projetado das obrigações previdenciárias, a rentabilidade mínima a ser alcançada pelos investimentos – também conhecida como “meta atuarial” – e o planejamento em longo prazo do fundo de pensão.

Exceções

Via de regra, todos os fundos precisam realizar a avaliação atuarial, periodicamente, para sua própria sobrevivência. Mas há exceções, como no caso dos planos que não apresentam riscos de desequilíbrio técnico, que são os de contribuição definida. Porém, mesmo nesses casos, o estudo é indicado.

Embora a periodicidade mínima para avaliação atuarial seja anual, há um acompanhamento constante dos planos de previdência por equipes de técnicos especializados, como atuários, contadores e economistas.

Você vai se interessar por:

Segurança para você e sua família

Mais do que estar com suas finanças protegidas, manter a segurança da sua família é a melhor cobertura. Com o Seguro de Vida Plus, você protege seus beneficiários em caso de morte e morte acidental e ainda conta com auxílio funeral. Entre em contato com Central de Relacionamento – Parceria Seguros Vivo e contrate o seu.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Gostou de conhecer mais sobre a avaliação atuarial? Compartilhe esse conteúdo!

O controle financeiro pessoal e o futebol
quando vale a pena comprar título de capitalização
oscilações da Bolsa de Valores
investir para viajar
agência de classificação de risco
investimento para quem tem ate R$ 10 mil