Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Atrasou o pagamento do Imposto de Renda? Saiba o que fazer

A- A+

Esquecimento, desorganização, falta de atenção, demora para liberação de documentos: o atraso no pagamento do Imposto de Renda pode ter diversas razões. Se você perdeu o prazo, precisa ser rápido para evitar prejuízos maiores. Saiba como funciona o processo para regularizar a situação com a Receita Federal.

Como regularizar o pagamento do Imposto de Renda

Para regularizar sua situação com a Receita Federal, você deve entregar a declaração com atraso e imprimir o recibo. Em seguida, você receberá a notificação da multa e o boleto (Darf) para pagamento, que pode ser impresso no próprio sistema disponibilizado pela Receita Federal.

Homem calcula pagamento do Imposto de Renda

Multa mínima é de R$ 165,74 para quem não teve rendimentos no ano da declaração. Foto: Shutterstock

Você tem o prazo de 30 dias, a partir da entrega em atraso, para efetuar o pagamento da multa. Caso contrário, haverá incidência de juros de mora (baseado na taxa Selic), e será necessário emitir o Darf atualizado no programa do Imposto de Renda.

Agora, se a sua declaração tiver direito à restituição, a multa que não for paga dentro do prazo será deduzida do valor do imposto a ser restituído, com os acréscimos legais devidos. Por isso, é importante ficar atento à situação da declaração no programa.

Multas pesadas exigem atenção

Quem não paga o Imposto de Renda no prazo estipulado fica sujeito a uma multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso. Ela é calculada sobre o total do imposto devido, conforme consta na declaração, e não pode ultrapassar 20% desse valor.

Achou pouco? Então, é melhor rever os cálculos. Isso significa dizer que, se o seu Imposto de Renda é de R$ 40 mil no ano, por exemplo, a multa pode chegar a R$ 8 mil. Não vale a pena correr esse risco, certo?

É preciso lembrar, ainda, que o valor mínimo da multa é de R$ 165,74, para os casos em que o contribuinte não teve rendimentos no ano da declaração, mas é obrigado a declarar por possuir bens em valores superiores a R$ 300 mil.

E se não pagar?

Se você optar por não efetuar o pagamento do Imposto de Renda, seu CPF ficará com status de pendente de regularização, o que implica em dificuldades no dia a dia. Além de ficar impedido de tirar passaporte, você não pode prestar concurso público, não tem acesso a empréstimos e pode enfrentar problemas ao movimentar sua conta no banco. Como se vê, não é uma estratégia inteligente.

Se restaram dúvidas a respeito da regularização com a Receita Federal, a recomendação é consultar um contador da sua confiança, que seja especializado na tributação de pessoas físicas. Dessa forma, você minimiza os riscos de voltar a ser multado e evita o “ataque” do Leão.

Você vai se interessar por:

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Tirou suas dúvidas sobre o pagamento do Imposto de Renda com atraso? Compartilhe as dicas!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças