Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Assuma um relacionamento sério com suas finanças e sinta os benefícios

A- A+

Nas redes sociais, nem todo mundo quer assumir um relacionamento sério em seu status, não é mesmo? Mas e com as finanças, como você se relaciona? Você está assumindo os seus deveres ou apenas protelando para mais tarde?

Embora a maioria das pessoas prefira empurrar a gestão de suas contas mais para a frente, não há vantagem nenhuma nisso. Os educadores financeiros costumam afirmar que a sustentabilidade financeira está mais apoiada em comportamento do que em números.

Isso porque administrar bem o dinheiro e guardar uma parte do salário não depende exatamente de quanto você ganha, mas da disciplina e organização que você tem. Não sabe por onde começar? Nós ajudamos.

Mulher feliz ao estabelecer um relacionamento sério com suas finanças.

Ao controlar gastos e poupar, você cuida melhor do dinheiro e realiza sonhos. Foto: iStock, Getty Images

Relacionamento sério: a hora do sim

Assim como no namoro, noivado ou casamento, tudo começa com uma decisão. Que tal dizer “sim” às finanças? Se você aceita, vamos em frente. Um relacionamento sério amoroso geralmente começa com o namoro e passa por diversas etapas, podendo chegar aos filhos e netos.

Com relação ao dinheiro, a primeira etapa é a organização, seguida da dedicação, gerenciamento eficiente e aplicação, com o intuito de fazer o dinheiro render. Saiba um pouco sobre cada uma dessas fases.

Organização

Em primeiro lugar, é preciso organizar o orçamento pessoal. A famosa planilha – que hoje é disponibilizada até em aplicativos gratuitos ou pode também ser baixada da internet – precisa entrar em ação. As despesas podem ser separadas por categorias, como moradia, alimentação, transporte, educação, seguros, vestuário, entretenimento e gastos pessoais.

Também é importante registrar quanto você recebe e quanto sobrou (ou faltou) no mês. Ao menos nos primeiros três meses, é fundamental anotar também as despesas miúdas – desde o cafezinho até o lanche na rua. Assim, você poderá visualizar que os pequenos gastos consomem boa parte do orçamento.

Dedicação

Você já deve ter ouvido a máxima de que um relacionamento sério deve ser cultivado. Então, depois de criados os mecanismos para o controle do dinheiro, é preciso alimentá-los com as informações necessárias, somar os valores e ver o que está sendo gasto. Se você não tem experiência nisso, é mais fácil baixar uma tabela de Excel que já vem com fórmulas que somam os valores automaticamente.

Gerenciamento

Esse é o momento do jogo de cintura. Inicialmente, ao menos os gastos pequenos devem ser revisados uma vez por semana, para que você possa fazer os ajustes necessários. Se notar que os lanches na padaria estão consumindo muito dinheiro, por exemplo, é a hora de tomar café em casa. Para não fechar o mês no vermelho, é importante fazer esse controle com muita frequência no início.

Poupança ou aplicação

O objetivo final de fazer todo o gerenciamento é conseguir ajustar as contas para começar a poupar ou aplicar o dinheiro. Esta é a forma de aumentar seu patrimônio para realizar sonhos: seja um carro, uma casa na praia ou mesmo preparar a aposentadoria.

Você vai se interessar por:

Monitore o seu CPF

Se você quer mais proteção para o seu principal documento, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Pronto para assumir um relacionamento sério com as finanças? Comente!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças