Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Artesanato em casa: seu dom pode virar alternativa de renda

A- A+

Fazer artesanato em casa pode ser relaxante e ainda gerar uma renda extra. Mas como transformar essa atividade em negócio e quais as dicas para quem está começando? Saiba mais sobre o tema e veja se está na hora de ganhar dinheiro com suas habilidades.

Começar artesanato em casa

Às vezes, começa como um hobby, um passatempo ou terapia. Fazer artesanato em casa é muito comum. Se, além de tudo, a pessoa tiver o dom, o resultado é que as peças começam a ser elogiadas e até desejadas. Pode ser a hora de fazer para outras pessoas e vender a produção.

Estar atento a tendências e estar pronto a diversificar pode ajudar a se manter criativo.Estar atento a tendências e estar pronto a diversificar pode ajudar a se manter criativo.

Esteja pronto para inovar e apresentar produtos artesanais diversificados. Foto: iStock, Getty Images

De acordo com uma pesquisa do Sebrae sobre o perfil do artesão brasileiro, 77% das pessoas fazem artesanato em casa. Embora só 40% considerem essa como uma opção de renda extra, para 60%, a atividade já é a principal, gerando uma média de ganhos de R$ 3.362,28.

Para quem está começando, uma opção é cadastrar-se como MEI – Micro Empreendedor Individual, passando a poder emitir nota fiscal, além de outros benefícios. Angela Klein, consultora especializada em artesanato do Sebrae/RS, destaca que há diferentes formas de enquadramento, de acordo com o que o artesão produz.

Uma das dúvidas de quem está começando é como cobrar. O ideal é começar a buscar cursos que ajudem nesse início, mas uma forma de cobrança prevê calcular as horas de dedicação e os custos dos materiais. Angela lembra, no entanto, que deve-se prever investimento no produto. “Deve-se pensar nos custos com embalagens e customização, nos diferenciais”, recomenda.

Estar atento a tendências e estar pronto a diversificar também pode ajudar. “Uma parceria com um designer pode ajudar a criar um produto diferenciado. Criar uma linha e não apenas um tipo de produto também é uma forma ampliar as possibilidades de venda”, diz.

De acordo com Angela, outra possibilidade é investir no turismo. “Quando viajamos, muitas vezes, damos mais valor a um produto, especialmente se ele lembrar o lugar visitado. Quem mora no local às vezes já acostumou, mas para quem é de fora, é novidade”, sugere. Pode-se investir também em materiais típicos, como couro, por exemplo.

Você vai se interessar por:

Como comparar preços e obter descontos na internet

Entenda o desafio das 52 semanas para poupar dinheiro

Saiba como enriquecer seu currículo para conseguir um bom trabalho

Artesanato em casa, presença na internet

Além de produzir artesanato em casa, é preciso vender a produção. Seu atelier pode ser um ponto de venda e mostruário, mas isso também pode ser feito de forma online. Você pode buscar sites de vendas para inserir os produtos ou ainda fazer um blog, uma página em rede social e vender seus produtos.

Você pode incluir fotos dos produtos e formas de contato para compras e encomendas e alcançar um público mais distante que o seu de costume. Assim, você divulga e vende o que criar de artesanato em casa.

A pesquisa do Sebrae indica que 24% dos artesãos usam a internet como meio de divulgação e 21% entram em contato com os clientes por esse meio. Que tal também apostar nessa ideia?

 

Gostou das dicas sobre artesanato em casa? Deixe seu comentário.

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria