Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Aprender a investir: quanto antes você começar, melhor

A- A+

Você pode ser jovem, estar ainda estudando ou mesmo dando os primeiros passos na carreira. Isso pouco importa, pois nunca é cedo demais para aprender a investir. Os objetivos, claro, serão diferentes para cada etapa da vida, mas o resultado – ter o dinheiro trabalhando para você – é o mesmo sempre.

Há alguns anos, cresce no país o mercado da educação financeira. São especialistas que identificaram a lacuna quanto ao preparo do brasileiro para lidar com o próprio dinheiro e, aproveitando o maior interesse pela economia, mostraram que não é tão difícil assim aprender a investir.

“Existe um movimento no Brasil no sentido de maior conscientização sobre a segurança que o mercado financeiro oferece. Isso vem ocorrendo, especialmente, pela solidez que o mercado apresenta”, destaca Pier Mattei, sócio da Monte Bravo Investimentos.

aprender-a-investir

Investimento certo pode ajudar você a concretizar vários sonhos. Foto: iStock, Getty Images

Uma das dificuldades encontradas ainda é convencer o cidadão comum de que seu dinheiro pode render mais com as escolhas certas. E isso é válido para pessoas de todas as faixas etárias, classes sociais e níveis de instrução.

Seja você homem ou mulher, preocupar-se em aprender a investir pode ser o que faltava para realizar seus sonhos, como comprar um carro, estudar fora do país ou viver de forma mais tranquila.

“Um profissional que trabalhou durante muitos anos não vai simplesmente arriscar investir seu dinheiro que conquistou com tanto empenho de forma aventureira. Como ele não tem orientação, prefere imobilizar o recurso”, avalia Mattei, que detecta, contudo, que isso vem mudando.

Por que aprender a investir

O ideal é começar a poupar cedo, entre o final da adolescência e o começo da vida adulta. Sabe aquela ideia de fazer uma pós-graduação fora do Brasil? Aprender a investir pode ser o diferencial entre alcançar ou não essa conquista.

É preciso pensar no investimento também em longo prazo. Se souber aplicar o valor arrecadado da forma adequada, possivelmente, chegará à aposentadoria com recursos suficientes para uma vida mais tranquila. “Em países desenvolvidos, a cultura do investimento começa cedo. Desde jovem, a pessoa é estimulada a dar movimento aos seus recursos, a se interessar, a pesquisar e a participar”, conta Mattei.

No Brasil, contudo, aprender a investir desde cedo nunca se mostrou como uma clara e consolidada preocupação que tenha originado planejamentos. Por isso, antes de tudo, é preciso vencer algumas barreiras. “Hoje, existe muito mais informações disponíveis para se consultar”, orienta o especialista.

Segundo ele, um elemento que contribui de forma relevante para essa mudança é o trabalho de educação financeira que agentes autônomos promovem junto a escolas, empresas, organizações e com os próprios clientes e seus conhecidos.

Nesses encontros, são apresentadas informações e casos que confortam as pessoas quanto à segurança de se investir com um especialista. “Tiram-se dúvidas, dialoga-se, simulam-se situações. Tudo para desmistificar e iluminar qualquer sombra sobre o cenário. Apesar disso, é natural e entendemos que toda novidade, no começo, gera certa insegurança”, destaca Mattei.

Como aprender a investir com segurança

Por mais arrojado que seja seu perfil de investidor, ninguém quer perder dinheiro. E se a quantia foi poupada com muito sacrifício, a regra vale ainda mais. Por isso, o brasileiro ainda resiste tanto na hora de escolher onde colocar seu patrimônio.

> Teste: Conheça o seu perfil de investidor

Segundo o especialista, contudo, hoje já existe uma série de investimentos que são garantidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), cuja função é proteger o dinheiro dos correntistas e investidores que colocam recursos nos produtos oferecidos por bancos e instituições financeiras associadas ao fundo.

Seguro é também investimento

Planejar um investimento para o futuro não se restringe a aplicar dinheiro, mas também cuidar bem de você. Que tal contar com um serviço que oferece a comodidade da orientação nutricional e ainda cobre casos de morte e de diagnóstico de câncer? A Vivo conta com seguros exclusivos, que podem ser pagos mensalmente através de sua fatura.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Este artigo lhe fez lembrar de alguém que precisa aprender a investir? Compartilhe!

O controle financeiro pessoal e o futebol
É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
como lidar com a avareza
abrir uma empresa de contabilidade
imposto para pequenas empresas
Queda do consumo das famílias brasileiras