Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Aprenda como fazer um pé de meia com planejamento financeiro

A- A+

A expressão pé de meia é utilizada para definir o dinheiro que você guarda para realizar os seus sonhos mais tarde. O problema é que, na prática, a ideia nem sempre é aplicada, e o resultado pode ser sentido nas finanças pessoais.

Planejar para fazer um pé de meia

Sempre que falamos em poupar, estamos dizendo que é necessário nos privar de algo agora para poder usufruir no futuro, explica o coach Rodrigo Marroni. Mas economizar dinheiro nem sempre é tão simples, principalmente quando o saldo da sua conta não parece oferecer nenhum perigo.

Ou seja, a importância do planejamento financeiro é justamente mostrar quais são os seus gastos, permitir que sejam feitos os ajustes necessários e ajudar você a definir objetivos para mais tarde. O primeiro passo é criar o hábito de anotar tudo que você compra e paga, desde os itens mais caros até aqueles que não parecem fazer muito diferença.

Ao fim do mês, vai ser possível ter uma estimativa mais exata do quanto da sua renda sobra mensalmente. Essa também é a hora de definir metas que, conforme lembra Marroni, nos incentivam na tarefa de poupar. Escolha qual é o seu sonho, qual é a quantia que ele exige e o tempo necessário para chegar até essa soma.

Se o orçamento está um pouco apertado, que tal fazer alguns ajustes? Como todos os seus gastos já estão anotados em uma planilha, não é difícil identificar o que pode ser cortado ou apenas diminuído durante um tempo. Podem ser algumas jantas a menos fora de casa ou mesmo o cancelamento daquela revista que você não lê.

Economizar é o segredo para fazer o seu pé de meia. Foto: iStock, Getty Images

Planejar seu orçamento é o segredo para fazer o pé de meia. Foto: iStock, Getty Images

Pé de meia exige acumular dinheiro

O total a ser economizado depende dos seus objetivos, mas Marroni aconselha que o ideal é começar com pelo menos 10% daquilo que você recebe mensalmente. Principalmente no início, o mais importante é conseguir adquirir o hábito de acumular dinheiro para o seu pé de meia.

“Se você aprender esse hábito enquanto ainda mora com seus pais, ficará mais fácil fazer isso no futuro. Geralmente o que poderá gerar riqueza para você não é o valor que você receber mensalmente, mas o que você faz com esse dinheiro”, destaca o coach.

Para não correr o risco de gastar o valor a ser economizado, a dica é separá-lo ainda no momento em que ele entra na sua conta. Seja em uma caderneta de poupança ou em um investimento mais rentável – desde que seguro -, o fundamental é que ele esteja disponível para mais tarde, quando chegar a hora de realizar os seus sonhos.

Organize suas finanças

Para aprender a controlar as suas contas, é preciso ouvir quem sabe. Se você quer aprender a usar o seu dinheiro de um jeito mais inteligente, conheça o Vivo Finanças Pessoais. Com ele, você receberá mensagens e participará de jogos que lhe ajudarão a utilizar o seu dinheiro de uma maneira inteligente, controlar seus gastos e poupar. E você ainda concorrerá a sorteios diários.

> Vivo Finanças Pessoais: Receba dicas por SMS e concorra a R$ 2.500 todos os dias

Gostou das dicas para fazer o seu pé de meia? Compartilhe!

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
gazebo dobrável
como economizar na limpeza
aplicativos para economizar no supermercado
comer peixe
reduzir gasto com doméstica