Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Aprenda a gastar menos na compra de medicamentos

A- A+

Inflação em alta, crise dominando o noticiário e a dificuldade financeira exige ainda mais ajustes para não prejudicar o orçamento doméstico. Para quem tem nos medicamentos uma despesa frequente, encontrar meios para gastar menos é fundamental.

Os preços altos dos remédios faz com que as pessoas procurem alternativas para gastar menos

Pesquisar em farmácias online e físicas é a dica principal para economizar com remédios. Foto: Shutterstock

Como gastar menos com remédios

Se você está nessa busca, não há segredos. A receita para economizar depende de se dedicar à boa e velha pesquisa de preços. De largada, que tal parar de comprar remédios na farmácia mais perto de casa, à qual você só recorre por conveniência? Uma visita a diferentes unidades pode surpreender pela diferença de valores e descontos oferecidos.

Você também pode gastar menos sem sair de casa. Aproveite a internet e compare os preços. Use essa informação para pechinchar na loja física.

Na internet ou fora dela, não tenha vergonha de pedir descontos. Se você vai levar uma quantidade maior de remédios, peça para obter mais uma dedução ou condições facilitadas de pagamento. Afinal, você pesquisou e escolheu um local. Use a seu favor todas as informações que tem para barganhar.

Genéricos e Farmácia Popular

Quer mais opções para gastar menos com remédios? O programa do governo federal Farmácia Popular disponibiliza medicamentos indicados para o tratamento de hipertensão, asma, e diabetes, sem custos para os usuários.

Outros itens, entre medicamentos e fralda geriátrica, são vendidos em valores até 90% mais baratos. Eles são utilizados no tratamento de dislipidemia, rinite, mal de Parkinson, osteoporose e glaucoma.

Fale com seu médico sobre a possibilidade de utilizar um dos medicamentos que constam da lista do Programa Farmácia Popular. Para aderir, basta levar a receita, CPF e identidade.

Os genéricos são mais uma alternativa para obter cerca de 60% de desconto em qualquer drogaria. Durante a consulta, peça para o médico escrever na requisição o princípio ativo do que foi indicado para que você consiga tomar a medicação genérica – se disponível.

Laboratórios cadastram clientes

Apesar de não ser regulamentado no Brasil, o desconto em medicamentos existe por meio da fidelização dos consumidores. Dessa forma, os laboratórios encontraram uma maneira de proporcionar vantagens para que optem pelos seus produtos e não procurem por genéricos, reconhecidamente mais baratos.

Para aderir, o interessado entra em contato com as empresas por um número de telefone, geralmente sem custos na chamada. Esse tipo de programa para manter o cliente costuma fornecer as informações para cadastro nos próprios rótulos das embalagens ou nos sites dos laboratórios.

Assim, o abatimento no valor do item pode alcançar até 70%, o que acaba sendo uma economia para quem sofre de doenças crônicas e precisa adquirir o fármaco regularmente.

Alerta do Conselho Federal de Medicina

De acordo com resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM), é vedado ao médico participar, direta ou indiretamente, de qualquer espécie de promoção relacionada com o fornecimento de cupons ou cartões de descontos aos pacientes, para a aquisição de medicamentos.

Inclui-se nessa vedação, conforme esclarecimento da assessoria do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers), o preenchimento de qualquer espécie de cadastro, formulário, ficha, cartão de informações ou documentos semelhantes, em função de promoções.

Você vai se interessar por:

7 atitudes para gastar menos com remédios

Agora você já sabe de tudo para gastar menos ao comprar medicamentos. Para recapitular, anote e pratique as sete dicas abaixo:

  • Pesquise nas variadas redes de farmácias
  • Pesquise em diferentes lojas da mesma rede
  • Compare os preços com os praticados pela internet
  • Pechinche. Não tenha vergonha de valorizar o seu dinheiro
  • Inclua os genéricos nas suas buscas. Mas atenção: o médico deve colocar na requisição o nome do princípio ativo do medicamento
  • Converse com seu médico para trocar seu remédio por algum que seja gratuito nos programas do governo federal
  • Cheque se seu plano de saúde disponibiliza abatimentos em alguma rede ou em algum remédio.

 

Você também tem uma boa dica para gastar menos com remédios? Comente!

como montar uma drograria
melhor lugar para trabalhar
Já sabe o que fazer quando terminar a faculdade
Cuidando das finanças no lar
Fazendo o controle de finanças na prática
Vai devolver bem financiado