Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

App para salvar senhas protege seus dados e suas finanças

A- A+

Quem armazena apenas no celular as senhas de acesso às redes sociais e mesmo dados bancários, corre sério risco. Ao perder ou ter o aparelho roubado, o que faria? Para prevenir possíveis momentos de desespero, você pode recorrer ao TrueKey, um app para salvar senhas que promete trazer a segurança que tanto almeja para suas informações pessoais, prevenindo prejuízos financeiros.

Usando app para salvar senhas

Uso de caracteres especiais é boa dica para que a sua senha seja preservada. Foto: iStock, Getty Images

Conheça o app para salvar senhas

O TrueKey é um serviço online com uma área criptografada para armazenar seus dados e protegê-los de invasores. Esse app para salvar senhas está disponível nos sistemas operacionais Android, iOS, OS X e Windows.

Ele pode ser instalado tanto no computador quanto no smartphone e seu sistema de recuperação de senha se dá por reconhecimento facial. É justamente essa característica que o diferencia de seus principais concorrentes, KeePass e LastPass.

Depois de instalado, é só cadastrar as senhas que mais usa. No aplicativo, também é possível editar as informações que incluiu anteriormente. Quando entrar no app para acessar redes sociais, por exemplo, não precisará digitar senha: basta que o TrueKey reconheça sua face.

Ele permite que sejam cadastradas gratuitamente 15 senhas. Se o usuário desejar ir além desse limite, terá que pagar uma anuidade no valor de R$ 29,90.

Com o TrueKey, também é possível gerar senhas complexas, inclusive para armazenar dados pessoais, como seu CPF e informações da conta bancária, garantindo uma proteção extra para o seu dinheiro.

Veja no vídeo abaixo uma demonstração do aplicativo:

 

Crie uma senha segura

Além do app para salvar senhas, uma boa dica para evitar exposição de dados na web e consequentes prejuízos financeiros é a definição de uma palavra-passe segura.

O problema é que, mesmo sabendo do risco, nem todos seguem essa recomendação. De acordo com dados do SplashData, a senha mais popular na internet ainda é a sequência numérica 123456 – altamente insegura.

No momento de criar um senha, veja o que você deve evitar:

  • Relacionar sua senha com dados pessoais, como nome de pai, mãe ou algum parente
  • Palavras comuns
  • Nome da cidade atual ou de origem
  • Nomes de namorados(as)
  • Nome de filho(a)
  • Número de telefone ou casa.

E por que evitar essas informações? A razão é simples: esse são os dados mais testados por programas utilizados por hackers para burlar contas, seja de redes sociais ou mesmo bancárias.

Para criar uma senha segura, além de misturar letras maiúsculas e minúsculas, use caracteres especiais (como $ % * #). Apesar de ampliar a proteção, isso pode criar uma barreira para a memorização. A solução é tentar transformar sua senha em uma frase para lembrar das letras utilizadas ou recorrer a algum app para salvar senhas.

Você também pode usar algum gerador de senhas, que cria uma palavra-passe de acordo com suas preferências e as informações que fornece.

Você vai se interessar por:

Segurança para sua família

Para se precaver e garantir mais segurança para você e sua família, além de estar atento às suas senhas, você pode conhecer os seguros de acidentes pessoais e vida, oferecidos pela Vivo, em parceria com a ACE Seguradora.

A contratação garante minutos grátis para falar de Vivo para Vivo nos finais de semana, além de sorteios mensais pela loteria federal. Tudo isso com a comodidade de pagar o seguro através da fatura do celular.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Gostou das dicas para criar senhas seguras? Compartilhe!

O controle financeiro pessoal e o futebol
reembolso no cartão de credito
segurança cibernética
Pesquisando direitos do consumidor nas compras pela internet
Ela aposta na longevidade saudável
Conversando sobre direitos do consumidor do plano de saúde