Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Aplicativos do Google podem ser comprados na modalidade pré-pago

A- A+

Se você é daqueles que não compra aplicativos do Google Play porque não tem cartão de crédito ou simplesmente porque não quer deixar os dados do cartão online, agora conta com outra opção. A empresa lançou a possibilidade de carregar créditos pré-pagos para baixar os aplicativos. Confira como funciona.

Aplicativos do Google podem ser pago com crédito pré-pago.

Além da compra no crédito e pré-pago, app tem vale-presente. Foto: Prathan Chorruangsak, Shutterstock

Baixe aplicativos do Google com créditos pré-pagos

Se antes apenas quem tinha cartão de crédito podia baixar os aplicativos pagos do Google Play, agora não é mais assim. A empresa lançou a possibilidade para quem tem aparelhos Android poderem carregar créditos pré-pagos para comprar na plataforma de apps.

O funcionamento é igual ao de recargas de celular: será utilizado o mesmo tipo de aparelho que introduz os créditos telefônicos para fazer a recarga Google Play. É possível comprar créditos de R$ 15, R$ 30, R$ 50 e R$ 100. Depois de pago, é emitido um código para ser resgatado na loja de apps para Android.

A previsão é de que logo sejam superados os 300 mil estabelecimentos conveniados em todo o Brasil, oferecendo a Recarga Google Play e, com a novidade, a loja passa a contar com três modalidade de pagamento. Além do cartão de crédito e agora da compra pré-paga, o sistema também já possuía o vale-presente.

O Google, no entanto, verificou que 70% dos usuários vivem em cidades com menos de 500 mil habitantes, dificultando o acesso a vales-presente.

Os valores dos créditos podem ser utilizados em todos os conteúdos da loja, valendo para filmes, livros, jogos e músicas.

Você vai se interessar por:

Por que o pré-pago?

A novidade acompanha as estatísticas do Brasil em relação ao uso de pré-pagos. Conforme a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), os pré-pagos eram responsáveis por 75,48% das 283,4 milhões de linhas.

Pesquisas indicam que os brasileiros ficam apenas atrás dos americanos na hora de baixar aplicativos do Google Play, mas essa realidade não é a mesma no que se refere a conteúdos pagos. Uma das causas pode estar relacionada à falta de cartão de crédito.

Outra possibilidade de uso dos pré-pagos será para quem não quer deixar o cartão vinculado à conta, nem dispõe do vale-presente. É possível fazer a compra do app para o filho sem fornecer o cartão, por exemplo, ou utilizar uma rede wi-fi sem medo de ter os dados do cartão roubados no processo.

Quem ainda vê as compras pela internet com desconfiança, portanto, tem uma alternativa a mais, além daqueles que não tem o cartão. Adolescentes também podem comprar sem precisar pedir o cartão de crédito dos pais, o que é uma vantagem adicional para esse público.

Por outro lado, a novidade, sob esse ponto de vista, vai exigir ainda mais atenção dos pais em relação aos conteúdos baixados por seus filhos. Afinal, antes eles provavelmente passariam por sua aprovação e, agora, tudo depende do alcance do orçamento da mesada.

 

O que achou da novidade nos aplicativos do Google Play? Deixe seu comentário!

Pokémon Go
Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
micro-ondas ou forno elétrico
geladeira com freezer ou congelador