Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

7 fundamentos de economia essenciais para a sua viagem

A- A+

As férias estão aí e você já está tendo dores de cabeça só de pensar nos gastos? Essa preocupação talvez seja desnecessária. Você pode adotar fundamentos de economia doméstica durante sua viagem e economizar.

Sabe aquelas dicas que valem para cuidar do orçamento o ano inteiro? Elas se aplicam também em seus momentos de lazer. A menos que você tenha acertado sozinho na loteria, não há conta bancária que sobreviva se você extrapolar. Que tal adotar boas práticas ao bolso durante a sua viagem?

Casal colocando em prática os fundamentos de economia.

Seus hábitos de consumo e de gerenciamento do dinheiro devem ter continuidade nas férias. Foto: Shutterstock

Conheça e pratique 7 fundamentos de economia

1. Planeje, planeje, planeje

As férias – sobretudo as de verão – requerem um bom planejamento. Nessa época do ano, alem de pagar as contas de sempre, você ainda tem uma pesada carga de impostos e outras despesas, como rematrículas e material escolar.

Para não ficar no vermelho, é interessante começar essa planejamento com seis meses de antecedência, definindo o local, o período em que ficará e fazendo uma estimativa de gastos – inclusive os extras.

2. Limite seus gastos

O ponto crucial para a sua viagem é saber quanto tem em caixa e quanto pode gastar. É importante definir um limite de gastos e agir dentro dele. Se você sabe que ele será suficiente para todas as despesas, ok. Caso contrário, readeque sua programação e converse com a família a respeito.

3. Construa uma reserva para imprevistos

Economistas indicam que, em uma viagem de férias, há uma média de 30% a mais em gastos extras, que vão desde um passeio, dos souvenirs para a família até uma urgência médica. Por isso, deixe um percentual reservado somente para os imprevistos.

4. Tenha um roteiro de viagem

Para conseguir se manter no orçamento planejado, é essencial fazer um roteiro de viagem. Assim, você já define quantos jantares serão em restaurante, quantos serão realizados em casa, quantos passeios serão pagos e quantas tardes serão desfrutadas à beira do mar.

5. Prepare sua comida em casa

Essa é uma das maiores “pegadinhas” das férias. Você relaxa e não quer mais cozinhar. Quando vê, os lanches na beira da praia e os restaurantes consumiram seu orçamento. Para evitar essa situação, melhor recorrer ao supermercado.

Há muitas opções de comida pronta e de lanches que você pode fazer e levar à praia, evitando os altos preços dos quitutes comercializados à beira-mar.

6. Envolva a família

Se você tem família (seja com uma, duas, ou seis pessoas) é fundamental que todos se comprometam com o orçamento. Conversar, explicar a situação financeira e contar com a colaboração de todos para um consumo consciente é a única forma de continuar tranquilo mesmo após as férias.

7. Faça uso consciente do cartão

Um erro comum na economia doméstica é enxergar o limite do cartão de crédito como renda extra. Esqueça a filosofia de “resolvo isso depois” e use seu cartão com consciência, escolhendo um parcelamento que caiba no seu bolso.

Se você sabe usar bem essa ferramenta e aproveita todos os seus benefícios, pode escolher o cartão que mais se adapta às suas necessidades e exigências.

Você vai se interessar por:

Conheça os cartões Vivo

Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode parcelar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza. Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, eles também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Você já adota esses fundamentos de economia no dia a dia? Comente!

vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças
vale a pena comprar no crediario