Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

6 boas dicas para economizar no preço de material de construção

A- A+

Você já deve ter ouvido falar que uma boa pesquisa no preço de material de construção pode ajudá-lo a poupar uma quantia significativa. Mas por onde começar? Será que apenas uma caminhada entre as lojas do ramo é suficiente para pagar bem mais barato?

É claro que pesquisar por conta própria ajuda, mas há outras dicas importantes para potencializar sua economia.

Projeto influencia no preço de material de construção

Suas escolhas no projeto do imóvel impactam diretamente no valor da construção. Foto: iStock, Getty Images

Economize no preço de material de construção

Veja as seis dicas a seguir, monte sua estratégia e economize no preço de material de construção. Seu bolso agradece!

1. Escolha bem o terreno

Se você nunca construiu antes, talvez nem faça ideia de que a escolha do terreno é fundamental para poupar na obra. Áreas muito inclinadas, por exemplo, podem precisar de muitos reparos e serviços extras, o que encarece demais a construção.

Além de serviços como terraplanagem, as fundações podem sair muito mais caras que você imagina. E a despesa não acaba por aí: geralmente, é preciso pagar para que toda a terra retirada do terreno seja levada embora.

2. Se informe sobre os profissionais

Todo serviço tem um preço, seja do engenheiro ou arquiteto que irá projetar a casa, ou a mão de obra para a construção. O mais barato nem sempre significa o melhor.

Por isso, converse bastante com os profissionais antes de contratá-los e, de preferência, avalie serviços que eles já fizeram anteriormente, conversando com antigos contratantes.

3. Atente aos detalhes do projeto

O ideal, para contemplar os itens acima, é que você já tenha um esboço de projeto em mãos e leve o engenheiro ou arquiteto para dar uma opinião na escolha do terreno.

Outra dica importante é não ter vergonha de perguntar a respeito dos itens que você não entende na planta. Projetos com gesso, por exemplo, podem ser bastante detalhados. Entretanto, se você optar por simplificá-lo, pode ter uma grande economia.

4. Defina um padrão para o imóvel

É claro que o tipo de material, as aberturas, os pisos e revestimentos podem encarecer muito a obra, dependendo do que você escolher. Mas também não se pode fazer uma casa de alto padrão e colocar as aberturas mais baratas do mercado. Por isso, é importante que você planeje algo que esteja de acordo com o que seu bolso permite.

O mesmo vale para quem optar por uma construção mais simples. Se quer economizar, não pode cair na empolgação de incluir mais itens (ou mais caros) na última hora. Além disso, é fundamental avaliar bem antes de começar. Quanto maior a metragem, mais cara a obra.

5. Seja inteligente nos acabamentos

Não se engane: os acabamentos representam uma boa parcela do valor total da obra. Mas nem sempre é recomendado escolher o mais barato. Os materiais de construção sustentáveis, por exemplo, podem ser um pouco mais caros. Contudo, representarão uma boa economia de água e energia no futuro. É preciso pensar em longo prazo.

6. Faça vários orçamentos

Outra dica importante para poupar na obra é fazer vários orçamentos diferentes. Após a escolha, comprar a maior quantidade de itens em um só lugar ajuda muito a conseguir um desconto e também a negociar preços e prazos.

Você vai se interessar por:

Seguro para os seus bens

Se você tem um imóvel, uma boa dica é contratar uma proteção extra. Clientes Vivo podem contratar seguro residencial que garante, entre outras coberturas, amparo contra incêndio, raio e explosão. A apólice garante o pagamento de uma indenização, quando ocorrer danos à sua residência ou ao seu conteúdo.

O seguro ainda cobre prejuízos decorrentes de roubo ou furto qualificado, de problemas causados por danos elétricos e Responsabilidade Civil Familiar.

> Seguros para seus bens: Garanta proteção contra incêndio, raio, danos elétricos, roubo e furto

Gostou das dicas para economizar no preço de material de construção? Compartilhe!

vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
vale a pena economizar
dividir aluguel com alguém
limite do cartão de crédito
exemplos de produtos supérfluos