Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

6 atitudes de educação financeira pessoal para a melhor gestão do dinheiro

A- A+

Ter atitudes sustentáveis de educação financeira pessoal é controlar receitas e despesas, dando adeus a dívidas acumuladas e preocupações com dinheiro, abrindo espaço para investimentos e realização de sonhos.

Mais do que um milagre, isso é possível com dedicação e paciência. Basta seguir alguns mandamentos fundamentais para alcançar a tão desejada saúde financeira.

A educação financeira pessoal dá adeus as dívidas.

Seja qual for sua prioridade, em todas as etapas da vida, é preciso controlar gastos. Foto: iStock, Getty Images

Atitudes sustentáveis de educação financeira pessoal

Com o objetivo de auxiliar quem possui dificuldades em equilibrar dívidas e rendimentos, a Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Empregados e Servidores da Sabesp (Cecres) lançou uma Cartilha de Gestão de Finanças Pessoais.

Segundo o autor do documento, o economista Fábio Barbalho, é através da educação financeira pessoal que o consumidor compreende as diversas ferramentas para que seu comportamento em relação ao dinheiro seja compatível com a proposta de vida.

“As pessoas buscam soluções milagrosas na hora do aperto, mas se esquecem que, muitas vezes, levaram anos para se endividar”, afirma.

A cartilha do Cecres sugere atitudes para uso da educação financeira pessoal como aliada, de forma a continuar consumindo hoje, amanhã e sempre de maneira contínua e consciente, mantendo uma reserva financeira para imprevistos, cumprindo metas de curto, médio e longo prazo e realizando sonhos que culminem na independência financeira.

6 mandamentos da educação financeira pessoal

Os seis mandamentos da cartilha são compostos dos seguintes passos: Cativar, Educar, Conhecer, Realizar, Equilibrar e Sustentabilidade.

1. Cativar

O primeiro passo é se deixar cativar pela educação financeira, pesquisando mais sobre o tema para adquirir um novo estilo de vida, regado de coisas boas que podem favorecer o consumidor.

“A educação financeira tem como objetivo entender por que tomamos determinada postura com o dinheiro”, explica Barbalho. “Ela proporciona que você realize conquistas a todo momento, consumindo de modo contínuo e atendendo suas necessidades e desejos de forma planejada e consciente”, completa.

2. Educar

Depois de entender como a educação financeira pessoal pode ajudar na organização das contas, é hora de se educar para que essa prática vire uma rotina na vida do consumidor. Esse segundo mandamento vai livrar as pessoas de uma série de padrões automáticos em relação ao dinheiro adquiridos desde a infância.

3. Conhecer

Um terceiro e importante passo é conhecer como está a situação atual dos rendimentos e gastos do consumidor. É a partir dessa informação que ele pode começar a tomar controle das finanças.

“Não importa de que forma o consumidor faça isso: em um caderno, agenda, bloco, aplicativos para celular, programas da internet”, avalia Barbalho. “O importante é passar a anotar as gastos sempre”, reitera.

4. Realizar

O próximo mandamento descrito pela cartilha é o da realização. “Após conhecer como está sua situação atual, está na hora de planejar como realizar seus sonhos”. Estabelecer metas de curto, médio e longo prazo ajuda o consumidor a manter um maior controle dos gastos.

5. Equilibrar

Seguindo os passos descritos pela cartilha, o consumidor alcançará ao equilíbrio. “Se você chegou até aqui, está tecnicamente pronto e já tem condições de gerir suas finanças pessoais e de moldar novos comportamentos”, parabeniza o economista no documento.

6. Sustentabilidade

A partir do equilíbrio, o consumidor está apto para ir além, ou seja, para consumir e viver de modo sustentável, balanceando saúde, consumo e meio ambiente. O autor da cartilha lembra: a economia vai bem se tivermos boa atitude em relação ao dinheiro, e cada um deve fazer sua parte para a sustentabilidade.

Você vai se interessar por:

Conheça e aplique 6 dicas de educação financeira para jovens

Educação financeira familiar ajuda a colocar a casa em ordem

Utilize a educação financeira ao seu favor e evite as dívidas

Seu nome é seu maior patrimônio

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Gostou das dicas de educação financeira pessoal? Compartilhe!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças