Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

5 bons conselhos para administrar o dinheiro em tempos de desemprego

A- A+

Em tempos de crise, além dos preços aumentarem, as ofertas de empregos caem. Se você estiver desempregado, o risco é entrar em pânico e a ansiedade fazer com que a administração do seu orçamento seja prejudicada. Saiba como aproveitar bons conselhos de um educador financeiro para ajudar nesse momento delicado.

Mulher procurando bons conselhos para manter as contas em dia.

Em tempos difíceis, criatividade e boas ideias ajudam a manter as contas em dia. Foto: iStock, Getty Images

De acordo com o professor de economia da PUC-RS Alfredo Meneghetti Neto, a primeira coisa a fazer é priorizar os gastos essenciais. “Aluguel, luz, gastos com alimentação, saúde e vestuário devem ser mantidos”, recomenda. Não esqueça de manter também aqueles que envolvem algo que pode resultar em trabalho, como telefone e internet.

O ideal é que você procure sempre ter reservas, e, caso não esteja desempregado, aproveite para começar essa prática. Procure planejar o futuro para eventualidades e poupar para ter em momentos de necessidades e conseguir manter o pagamento das obrigações sem entrar em endividamento ou, pior, em inadimplência, onde a bola de neve só aumenta.

Novas despesas que não sejam com itens de primeira necessidade devem ser evitadas. “É preciso comer, há custos com transporte, alimentação, moradia, eletricidade, água, enfim, são muitas necessidades”, relaciona o economista.

5 bons conselhos em caso de desemprego

Construa reservas

Se for possível, guarde dinheiro antes de ficar desempregado, ou não gaste tudo quando receber o seguro-desemprego. O ideal é ter uma reserva de pelo menos seis meses para casos como esse.

Priorize despesas

Foque nos custos fixos essenciais para subsistência, sua e de sua família. Corte tudo o que não se enquadrar nesse quesito até que a situação volte ao normal.

Pense numa renda alternativa

Procure uma fonte alternativa de renda urgentemente. Tenha em mente as necessidades que você mesmo tem para oferecer serviços segundo seus talentos.

Aumente os serviços

Tão logo começar a entrar renda, aumente o trabalho e os serviços, contrate mais alguém e coloque em giro o trabalho, aumentando as possibilidades e o trabalho.

Faça uma planilha

Quando o dinheiro começar a entrar, comece a fazer uma planilha com os custos e o que está entrando para verificar se está conseguindo estabilizar e pagar.

E o que fazer depois?

Se seguir esses bons conselhos, aos poucos, você poderá decidir pelo pagamento de débitos, em especial aqueles que vão resultar em juros maiores e aumento de endividamento. No entanto, a quitação só é aconselhada nesses casos. Do contrário, você corre o risco de ficar sem dinheiro de novo.

Conforme o economista, após a estabilização, só então é feita a gestão do restante das contas, a partir da planilha elaborada. “Priorize os pagamentos essenciais e, quando o dinheiro voltar a entrar, você avalia novamente as demais contas”, ensina.

Crise é oportunidade

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a taxa de desemprego no país em outubro ficou em 7,9%, um dos piores índices dos últimos anos. Em novembro, ela teve leve queda (7,5%), mas permanece alta.

Meneghetti Neto, no entanto, lembra que crise pode ser sinônimo de oportunidade. “Se o governo peca quando oferece segurança, é possível oferecer serviço na área”, exemplifica. Que tal estar atento ao mercado para ver seu dinheiro render?

Você vai se interessar por:

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Você também tem bons conselhos para gerar renda? Comente!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças