Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

5 boas ideias para abrir um negócio em cidade pequena

A- A+

Ser dono da própria empresa é sonho comum. Mas para quem mora em municípios de menor população, especialmente quando afastados dos grandes centros, nem tudo é viável. Mas com boas ideias para abrir um negócio em cidade pequena, o objetivo de se tornar o próprio patrão fica mais perto de virar realidade.

É claro que haverá desafios, como comenta o administrador de empresas Sérgio Gualdi Ferreira da Silva Filho, que é orientador de Educação Profissional do Senac, em Porto Alegre. “Empreender um negócio em qualquer região é, sem dúvidas, algo desafiador. Mas, em uma pequena cidade interiorana, é preciso superar obstáculos peculiares”, observa.

Uma das ideias para abrir um negócio em cidade pequena

Alguns formatos de empresa se adequam melhor à comunidades menores. Foto: iStock, Getty Images

5 ideias para abrir um negócio em cidade pequena

Não é por que você não mora em uma metrópole que precisa abandonar o sonho empreendedor. Confira a seguir cinco boas ideias para abrir um negócio em cidade pequena, especialmente elaboradas para o Vivo Seu Dinheiro por Silva Filho:

1. Manutenção de bens

Devido à instabilidade da economia, todo tipo de conserto é bastante procurado. Afinal, em tempos de crise, as pessoas preferem arrumar em vez de comprar um novo. Por isso, uma oficina mecânica ou assistência técnica de produtos eletrônicos são alguns dos negócios que tendem a ter boa aceitação, mesmo em cidades pequenas.

2. Alimentação

A crise não leva ninguém a deixar de comer, não é mesmo? O formato da empresa você pode decidir conforme seu público-alvo: um restaurante tradicional, uma lanchonete, um buffet vegetariano ou até quentinhas para telentrega – opção que, aliás, vem ganhando muitos adeptos.

3. Beleza e estética

Um dos setores mais promissores mesmo com a situação econômica ruim é o de beleza. Conforme o Sindistética (sindicato que representa os empregadores na área de estética e cosmetologia em São Paulo), o segmento faturou R$ 9 bilhões em 2015, contra R$ 3,5 bilhões em 2014. Que tal tirar a sua fatia desse bolo?

4. Varejo de moda

Além de embelezamento – facial e corporal – o público feminino ama moda (o masculino, por sua vez, ocupa espaço cada vez maior nas vendas). Por isso, esse é outro setor promissor para quem está pensando em empreender.

5. Franquia

Pode ser uma boa opção, principalmente pelo fato de você assumir um negócio já formatado. Contudo, não esqueça de pensar em negócios que lhe tragam, ao mesmo tempo, satisfação e rentabilidade. E opções diversas de franquias não faltam, inclusive com baixo investimento inicial.

Como dar os primeiros passos

Não basta ter boas ideias para abrir um negócio em cidade pequena. Conhecer profundamente a cultura e costumes da região é fundamental.

E também é necessário identificar a demanda, ou seja, as necessidades mal atendidas – ou não atendidas – da população local. “Perceba os problemas que as pessoas estão enfrentando”, aconselha Silva Filho.

Descobrir quais os diferenciais que os consumidores apreciariam em determinado tipo de negócio ajuda muito. Mas não se esqueça da parte burocrática: “Entenda o processo de abertura de uma empresa, que envolve a obtenção de registros e alvarás de funcionamento”, pontua o docente.

Outra dica básica está no planejamento, sempre fundamental para empreender. A boa notícia é que existem ferramentas incríveis para ajudar nesse processo. “Modelar o negócio utilizando o Business Model Canvas é uma ótima maneira de estabelecer como a empresa funcionará”, avalia.

Além disso, é importante desenvolver um protótipo funcional, materializando, por exemplo, um produto que você irá ofertar ao mercado. A ideia é verificar junto a possíveis clientes se ele atende suas necessidades e se estariam dispostos a pagar por isso.

Por fim, sempre pense que, nos primeiros seis meses, aproximadamente, você não terá receita suficiente para manter o negócio aberto. Então, deixe um dinheiro reservado para sobreviver nesse período inicial.

Abri meu negócio, e agora?

Depois de abrir as portas, é hora de fazer uma gestão adequada à realidade do seu negócio. “É preciso pensar nas várias áreas da empresa e em como fazer cada uma delas funcionar”, sustenta Silva Filho.

Toda empresa, independentemente do porte ou setor de atuação, possui algumas funções básicas, como recursos humanos, finanças, marketing, logística e produção. É preciso pensar em como melhorar cada atividade relacionada a esses setores. Quer uma dica? Estude!

E que tal a ideia de ser uma metamorfose ambulante? Sim, o refrão de uma das músicas mais conhecidas do rock brasileiro tem muito a ver com empreendedorismo. Conforme o especialista, a base de qualquer negócio é o aprendizado. E isso implica em mudanças constantes.

É necessário refinar cada iniciativa até o ponto de maturidade que levará a empresa, em um primeiro momento, à estabilidade e, depois, a um crescimento continuado. “Mas lembre-se sempre que mudar faz parte e o modelo de negócios atual pode não ser suficiente para garantir a perenidade da empresa”, finaliza.

Você vai se interessar por:

 

Gostou das ideias para abrir um negócio em cidade pequena? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria