Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Veja 5 dicas para fugir do fantasma do desemprego

A- A+

O medo do fantasma do desemprego atingiu nível recorde no país. Um estudo divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) revelou que o receio do brasileiro de ser demitido foi para 108,5 pontos em junho. O indicador quem tem uma média histórica de 89 pontos, não tinha números tão altos desde maio de 1999, época que marcou a crise de desvalorização do real.

E esse receio não é à toa. Nos últimos doze meses, o Brasil perdeu 1.781.906 empregos com carteira de trabalho assinada, o que corresponde a uma retração de 4,34% do contingente trabalhadores formais. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

fantasma do desemprego

Continuar estudando e se especializando é uma maneira de se destacar no mercado de trabalho. Foto: iStock, Getty Images

5 dicas para fugir do fantasma do desemprego

Para não ser mais um número nessas estatísticas nada animadoras, é preciso mostrar-se disponível e, às vezes, fazer algumas concessões para tentar manter o seu emprego. Embora não haja fórmula pronta, o CEO da Emprego Ligado, Jacob Rosenbloom, dá algumas dicas que podem livrá-lo do fantasma do desemprego. Confira:

  • Tenha paciência: o momento é difícil e cortes no orçamento são muito mais possíveis que aumentos e bônus. Por isso, repense antes de solicitar aquele acréscimo no salário. Lembre-se que trata-se de uma fase e que, mais cedo ou mais tarde, vai passar.
  • Especialize-se: é sempre bom estar em constante reciclagem de conhecimento, afinal, ele nunca é demais. Faça uma especialização, aprenda uma nova língua, mostre para o seu chefe o quanto você deseja crescer e quanto mantê-lo na equipe é uma atitude correta.
  • Seja proativo, mas não abuse da individualidade: mostrar proatividade e interesse é importante, mas também é preciso reconhecer suas limitações. Então, não tema em pedir ajuda a um colega e estimular o espírito de coletividade. Em épocas de crise, é fundamental que todos permaneçam unidos.
  • Exerça habilidades importantes: Rosenbloom elenca a assiduidade, a criatividade e a compreensão como três das características mais importantes para se estimular e desenvolver em períodos de incertezas.
  • Certifique-se que a empresa é onde deseja trabalhar: todos esses esforços podem ser em vão caso você não goste muito do seu ambiente de trabalho. O CEO da Emprego Ligado defende que é preciso ter certeza de que o seu emprego o satisfaça.

Ainda assim, mesmo com essas dicas, é possível que você não espante o fantasma do desemprego, afinal, não depende só da sua vontade. Por isso, é importante ir se preparando financeiramente para uma eventual demissão.

Você vai se interessar por:

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Pronto para fugir do fantasma do desemprego? Comente.

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças