Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Entenda o que é o Índice de Confiança do Consumidor

A- A+

O monitoramento do Índice de Confiança do Consumidor (ICC) aponta os rumos da economia, afinal, ele é um indicador econômico. Como usar esse índice para prever os seus próprios gastos futuros é o que vamos abordar nesta matéria. Veja como se proteger e obter benefícios sabendo analisar as previsões de consumo.

Para que serve o ICC

Segundo ensina a Fundação Getúlio Vargas (FGV), essas sondagens de tendência “são levantamentos estatísticos que geram informações usadas no monitoramento da situação corrente e na antecipação de eventos futuros da economia”.

O Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) explica que o consumo de uma economia é determinado tanto pela capacidade quanto pela pré-disposição dos agentes econômicos para o gasto. A capacidade de consumo é estipulada pelo nível de renda e disponibilidade de ativos. Já a disposição ao consumo é determinada pelas perspectivas futuras da economia, sobretudo em relação a seus reflexos sobre o mercado de trabalho e a situação financeira individual, informa o Ibre.

De maneira resumida, significa que quando o consumidor está satisfeito e otimista em relação ao futuro, tende a gastar mais. Na situação inversa, ou seja, estando insatisfeitos e pessimistas, acabam consumindo menos.

Portanto, a conclusão do Ibre é de que “a confiança do consumidor atua como fator redutor ou indutor do crescimento econômico”. O Índice de Confiança do Consumidor é um norteador dos rumos da economia.

Para auxiliar no entendimento dos dados da pesquisa, os resultados são detalhados abordando sexo, idade, escolaridade e renda mensal da família da pessoa que participou da enquete. O Índice de Confiança do Consumidor abrange ainda os tipos de produtos que os consumidores pretendem adquirir no mês seguinte, quanto pretendem gastar e como esperam pagar pelos bens duráveis, como carro e imóvel.

Índice de Confiança do Consumidor

Índice de Confiança do Consumidor é um norteador dos rumos da economia. Foto: iStock, Getty Images

Planejamento financeiro e Índice de Confiança do Consumidor

Monitorar os sentimentos do consumidor é muito importante para investidores, empresários, pessoas físicas e para o próprio governo em todas as suas esferas. Você, ao criar um planejamento financeiro, pode utilizar o Índice de Confiança do Consumidor nas suas estimativas.

A partir da análise do ICC, você tem uma prévia da sensação do consumidor sobre a economia do País e o quanto ele pretende ou não gastar em seis meses. A pesquisa que elabora o indicador acaba dando um parâmetro da procura, o que é uma informação valiosa para quem produz a oferta.

Se você quer adquirir um automóvel, por exemplo, poderá monitorar o quanto aumentou o valor dos veículos comparando mês a mês o resultado da pesquisa do Índice de Confiança do Consumidor. É possível estimar se os preços vão subir ainda mais ou não. O ICC é um ótimo indicador econômico para você se preparar para efetuar alguma compra de um valor mais alto, como a sua casa própria.

Você vai se interessar por:

Acesso garantido à tecnologia

Para fazer uso da tecnologia e não ficar sem saldo, é importante estar com a recarga em dia no seu celular. Você sabia que a Vivo possui um serviço de seguro de recarga, que pode fazer a diferença na hora em que você mais precisar? Em parceria com a Zurich Seguros, a empresa oferece o plano Recarga Garantida. O pagamento mensal de R$ 4,99 dá direito a R$ 80 em crédito no celular em caso de desemprego.

> Vivo Recarga Garantida: Assegure R$ 80 de carga no celular pré-pago em caso de desemprego

Ainda tem dúvidas sobre o índice de confiança do consumidor? Comente.

viajar para a Turquia
vale a pena pedir demissão
sonho de consumo
app para gastos pessoais
valor das tarifas bancárias
dinheiro poupança pode ser penhorado