Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

4 dicas para conduzir a educação dos filhos em relação às finanças

A- A+

Quando se fala em educação dos filhos, logo se pensa em escolas renomadas ou mesmo em boas maneiras. Mas ensiná-los a gerenciar seu dinheiro é igualmente importante. Aliás, alguns princípios financeiros devem ser transmitidos desde a mais tenra idade.

Afinal de contas, de nada adianta construir patrimônio, fazer seguro de vida e investir em instrução para que seu filho seja um profissional bem-sucedido se ele nunca aprender a administrar esses recursos todos. Ganhar nem sempre é fácil, mas gastar… a gente sabe bem a resposta.

Mãe cuidando da educação dos filhos.

Práticas financeiras podem e devem ser trabalhadas desde cedo com as crianças. Foto: iStock, Getty Images

Desafios financeiros na educação dos filhos

Mesada

Não há dúvida de que a mesada é um dos melhores exercícios para treinar a educação dos filhos do ponto de vista financeiro. Além de ser uma forma de lidar com o dinheiro, é um período da vida onde se pode gastar tudo o que tem sem ficar no vermelho ou negativado. Mas lembre-se que:

1 – É interessante incentivá-los a guardar, pelo menos, 50% do valor e gastar outra metade conforme suas preferências: cinema, sorvete, álbum de figurinhas. Isso ajudará a não torná-los avarentos no futuro.

2 – Ainda que você tenha condições de proporcionar outras coisas, é importante que não dê mais dinheiro antes do prazo estipulado (seja ele mensal ou semanal). Essa é uma forma de aprender a lidar com os impulsos consumistas.

3 – Mesada não é remuneração por serviços. Portanto, ela não deve estar associada ao cumprimento de tarefas, como arrumar o quarto, lavar a louça e nem ao rendimento escolar. Ela serve, antes de tudo, como um aprendizado.

Escola

Uma atitude muito válida é procurar escolas que tenham em sua grade curricular alguma disciplina ligada à educação financeira. Essa é outra forma de reforçar fatores importantes na lida com o dinheiro.

Comece cedo

Há estudos que indicam que a base de nossa relação com o dinheiro é construída até os cinco anos de idade. As atitudes que dão certo na infância são, em boa parte, as responsáveis por nossa mentalidade na vida adulta.

Ok, nada é tão grave que não possa ser consertado depois. Mas os estudiosos observam claramente no (mau) comportamento financeiro de adultos alguns traços da má educação financeira ainda na infância.

Consumo x exemplo

Hoje em dia, o apelo para compras já chegou ao universo infantil. Por isso, passar valores de consumo consciente aos pequenos já é meio caminho andado para que se tornem adultos com algum dinheiro no bolso.

Mas há um ponto importante nisso: crianças aprendem pelo exemplo. Isso significa, claramente, que pais consumistas formam crianças consumistas. Mesmo que falem o que é certo ou errado, é na sua atitude equivocada que se entregam.

Você vai se interessar por:

Compre com descontos

Já que as atitudes dos pais inspiram os filhos, que tal passar uma boa lição a eles? Economizar, comprar bem e pagar barato são ações que podem estar ao seu alcance com o Vivo Descontos.

Com esse serviço, você tem direito a cupons de desconto e promoções em restaurantes e lojas das melhores marcas do Brasil. Na primeira semana, não paga nada e, após o fim desse período, é cobrado R$ 2,99 por semana.

> Vivo Descontos: Receba cupons ilimitados por SMS, internet ou aplicativo de smartphones

Você tem uma boa dica financeira para a educação dos filhos? Comente!

metas de curto médio e longo prazo
quando vale a pena comprar título de capitalização
como conseguir desconto na compra de livros
exemplos de produtos supérfluos
como pechinchar na internet
como conseguir desconto em faculdade particular